Lista 7 – Games Para a Vida Toda

Esse negócio de Lista 7 tá mais devagar que metrô do Rio de Janeiro aos domingos. Pessoalzinho lerdo, viu?

Bem, eu escolhi como tema desta semana – digo, digo: deste MÊS – os melhores 7 jogos eletrônicos.

Situação difícil para pessoas como por exemplo o Anselmo, que é um velhinho e acompanhou simplesmente a evolução dos consoles. Provavelmente ele já teve todos. Daí realmente fica difícil escolher apenas 7 jogos de tantos consoles, né? =P

Aqui está valendo jogos de minigame, videogame e de computador. Eu proibi o besta do Master de colocar Tamagotchi porque não se enquadra na categoria. Ele chorou um pouco, pois possui o Rex até hoje e neste momento deve estar verificando se ele está dormindo tranquilamente.

Eu sou muito bocoió, então muita gente não vai concordar com a minha lista, que terá apenas joguinhos marotos.

#7 – Moonwalker

Console: Mega Drive

Só porque ao passar de fase, era tão legal ver as dancinhas!

#6 – PES 2008 (Winning Eleven 2008)

Console: PS2

Porque jogo de futebol é legal, principalmente quando você faz gol naquele seu amigo que se acha.

#5 – Tony Hawk’s Underground 2

Console: PS2

Porque eu pago pau pras manobras!

#4 – Pac Man

Console: Atari 2600

Um clássico.

#3 – Super Mario World

Console: Super Nintendo

Porque eu era viciada mesmo.

#2 – Zelda: Ocarina of Time

Console: Nintendo 64

Porque este jogo é sensacional: a história, as fases, a trilha sonora… já joguei diversas vezes.

#1 – Top Gear

Console: Super Nintendo

Até hoje me pego jogando esse Top Gear. Deve ser porque é o único jogo de corrida que eu tenho coordenação motora pra jogar =)

Veja o post daquelas pacas albinas do Master, Sel e Ricz a fazer os posts deles. Aguardem atualizações.

Lista 7 – Gosto, Mas Tenho Vergonha

O Master escolheu este tema só para fazer máscaras caírem e todo mundo confessar alguns gostos que não revelariam nem numa mesa de boteco após tomar umas biritas.

Eu acredito que hoje não tenho vergonha de [quase] nada do que eu gosto, mesmo sendo brega ou tosco eu confesso que gosto sem nem ficar com as bochechas vermelhas. Mas tem aquelas coisas que eu gostei e que ainda hoje tenho vergonha de dizer que curtia, e outras que eu gosto e as pessoas sentem vergonha por mim. Minha lista será uma mistura de tudo isso.

#7 – Ney Matogrosso

Eu gosto muito de Secos e Molhados e Ney Matogrosso, não tenho vergonha disso. O problema é que todo mundo me olha com aquela cara de “oi?” quando eu falo que curto. Pra mim, ele é um artista completo.

#6 – Bezerra da Silva

Eu não posso dizer que gosto de Samba, mas gosto muito das músicas do Bezerra da Silva. Não tenho vergonha de dizer isso também, mas a maioria das pessoas tem na cabeça uma imagem de que eu sou ~roqueira~  e ficam espantadas. Alguns amigos que são “tr00s” demais fazem chacota da minha pessoa por causa disso.

Um vídeo de uma música que acho a letra genial:

#5 – Silvio Santos

Hoje eu não assisto ao programa dele, mas assistia muito e gostava dos jogos do tipo “1,2,3 pim”, as câmeras escondidas, as marchinhas e os trocadilhos dele. Ainda lembro dos programas como aquele de calouros (que esqueci o nome), do “Topa Tudo Por Dinheiro”, da “Porta da Esperança” e do “Show do Milhão”.

#4 – Warrant

Porque eu gosto de zoar quem curte Guns’n’Roses e Bon Jovi, mas escuto essa farofada aí:

(A incorporação do vídeo não deu certo, abram o link abaixo)

http://www.vh1brasil.com.br/musica/artistas/warrant/videos/uncle-toms-cabin-224298/

#3 – Place Vendome

O Place Vendome é praticamente a banda Pink Cream com o Michael Kiske no vocal (que ironia, já que o Pink Cream foi a primeira banda de Andi Derris, atual vocalista do Helloween). Eu tenho vergonha de dizer que curto Place Vendome porque todas as músicas são melindrosas, com letras comparáveis às de sertanojo universitário. Tenho consciência que eu só gosto de Place Vendome por causa do Michael Kiske. Se fosse outro cara qualquer eu diria que não gosto hehehe.

#2 – Músicas de Anime/Live Action

Eu sei cantar em japonês diversas músicas de anime e live action. Talvez tenha um pouco de vergonha disso.

#1 – Five

Aqui vai uma coisa que eu gostava num passado distante e hoje tenho vergonha de dizer que curtia.

Durante os anos 90, muitas “boy bands” fizeram sucesso. Eu não gostava da maioria, mas quando veio o “5ive” eu me amarrei. As letras não eram tão melindrosas, a melodia era mais animada e tinha sempre um “rap” no meio das músicas.

Ainda gosto de Five sim!

Aguardando os posts de vergonha alheia do Master, do Ricz e do Sel.

Lista 7 – Os Melhores Desenhos Animados

E para esta semana, aquela besta mitológica do Sel escolheu falar sobre um tema que eu amo: desenhos animados. Eu acredito que quando tiver 80 anos, ainda estarei rindo com desenhos.

O tema é fácil, difícil é escolher apenas 7 desenhos. Tive que deixar de fora alguns desenhos que eu gostava muito, todos Hanna-Barbera: Jetsons, Flinstones, Pepe Legal, Josie e as Gatinhas, Johnny Quest, Manda-Chuva, Scooby-Doo, etc. Com muito esforço, eu escolhi os meus preferidos:

#7 – Pink & Cérebro

Os planos mirabolantes de Cérebro para conquistar o mundo e as trapalhadas de Pink.

#6 – Os Impossíveis

O trio era uma banda de rock, mas quando alguém estava em perigo, eles se transformavam em Homem Mola, Homem Fluído e Multi-Homem.

#5 – Corrida Maluca

Carros engenhosos e muitas tentativas de trapaça pelo famoso Dick Vigarista, que sempre se atrapalhava e era motivo de chacota: seu cachorro Mutley só sabia rir de sua cara.

#4 – Looney Tunes

Pernalonga & Patolino, Piu Piu & Frajola, Papaléguas & Coiote, Frangolino, Gaguinho, Marvin, Ligeirinho e companhia me faziam chorar de rir.

#3 – Great Teacher Onizuka

Em uma escola de classe média, há uma sala de alunos problemáticos que não confiam em nenhum professor. Eles fazem de tudo para que os professores desistam de dar aulas. Só Onizuka Sensei, um jovem professor (não muito inteligente) e ex-líder de uma gangue de motoqueiros para colocar ordem na escola e mudar a vida dos alunos.

É o Anime (desenho japonês) que mais gosto por ser engraçado e inteligente.

#2 – Tom & Jerry

Dispensa comentários.

#1 – Pica-Pau

Debochado, irônico e malvado, o Pica-Pau só apronta. É o pior pesadelo do Zeca Urubu, do Leôncio e da Minnie Ranheta. Simplesmente sensacional, não consigo deixar de assistir.

 

Lista 7 – Os Jingles Mais Marcantes

Pra conseguir o privilégio de escolher o tema desta semana, fui chantageada pelo stakeholder desse esquema, o Anselmo, que me fez ir até o Karaokê da esquina cantar uma música das Irmãs Galvão. Ele disse que é a dupla preferida dele, e era o sonho cantar uma música delas, mas nunca teve coragem de ir sozinho. Só depois de pagar o mico ele permitiu que eu tivesse o poder pra escolher este tema, que surgiu em minha mente quando me peguei cantarolando um jingle bem idoso.

Eu não entendo necas de pitibiribas quando o assunto é publicidade, mas acredito que se o visual já tem um grande impacto, o visual + uma musiquinha pegajosa influencia muito mais um grupo de pessoas. É como se o publicitário responsável desse um V + > + x e desse um hadouken na concorrência.

Por isso que a regra foi a seguinte: fazer uma lista com os 7 Jingles mais marcantes, mais pegajosos, seja porque ele é genial ou porque ele é tosco demais. Até porque geralmente quando a coisa é chata, aí que fica mais ainda na cabeça, em loop, te infernizando. Foi mais difícil do que eu pensava escolher estes jingles, mas vamos lá:

#7 – Lojas Marabraz

Houve uma época que eu simplesmente não aguentava mais aqueles comerciais da Marabraz com Zezé Di Camargo & Luciano cantando “Lojas Marabraz, preço menor, ninguém faz”. A vontade que eu tinha era de tacar um tijolo na televisão. Mas o fato é que o refrão pegou e a Marabraz cresceu, e um monte de gente ainda tem os brindes da loja com a foto da dupla sertanoja.

#6 – Dolly Guaraná

“Dolly, Dolly guaraná Dolly (o melhooooor). Sabor brasileiroooo.”
O mais chato de todos, que fica mesmo na cabeça.

#5 – Chokito

Infelizmente não encontrei o vídeo que eu queria, mas o comercial ainda está bem nítido na minha memória: um bando de pré-adolescentes numa sala de aula, a professora sai, eles tiram chokito da mochila e começa a musiquinha animada: “Leite condensado, caramelizado, com flocos crocantes e coberto com o delicioso chocolate Nestlé.” Aí a professora voltava e eles ficavam quietinhos novamente. Nem preciso dizer que eu adorava Chokito e que eu pulava muito em frente à TV quando passava este comercial. E nem venham com a piada do dedito na tomadita, porque é mais velha e pior do que “é pavê ou pacumê?”

#4 – Skol Rock

Eu gostava muito desse comercial com os velhinhos gritando: “Skol desce muito mais…. [PÁ!!!] REDONDOOOO” Acho que a gente cantou isso umas 2536458 vezes na escola (estava na quinta série na época). Ano passado eu vi que fizeram um remake durante a Copa. Os velhinhos já estão no asilo, mas continuam curtindo uma Skol.

#3 – Bamerindus

“O tempo passa, o tempo voa, e a poupança Bamerindus continua numa boa…” só que ao contrário, já que nem existe mais. Mas você cantava esse jingle que eu sei!

#2 – Johnson’s Baby Shampoo

Ganha no quesito fofura e música marota. Aliás, esse Hélio Ziskind é bom nesse negócio de música pra criança. Sou fã desde que ouvi as musicas daquele ratinho azul no Castelo Rá-Tim-Bum (significa: desde sempre).

“Gostoso… pra chuchu chuá chuá! uh-uh! Lavar a cabeleira com o Johnson’s Baby Shampoooooooo-aaaah!”

#1 – Pipoca & Guaraná

Melhor jingle, estilão Doo Wop. Todo mundo vê pipoca e lembra de Guaraná Antartica. As meninas brincam de bater palmas cantando Pipoca e Guaraná. Esse jingle é eterno.

“Eu quero ver pipoca pular, pular… sou louca por pipoca e guaraná.”

Vamos esperar para ver o que os queridos bestas têm a dizer sobre o assunto. Abraços!

Lista 7 – Os Piores Presentes

Seja em alguma ocasião especial ou simplesmente numa demonstração de sua sincera amizade por alguém, tome muito cuidado na hora de dar presentes. No tema desta semana, faremos uma lista dos 7 piores presentes para ajudar você a evitar este tipo de gafe.

#7 – Peças de Vestuário
Pode ser uma coisa complicada quando você não conhece a pessoa muito bem. Talvez não tenha noção do gosto dela, e você acaba a presenteando com alguma coisa que, do ponto de vista dela, é o cúmulo do brega. Incluem-se neste item as cuecas samba-canção do piu-piu e a caixinha de lenços Presidente.

#6 – Perfumes
Se você não sabe qual o perfume que a pessoa está acostumada e gosta de usar, não invente moda. Ela pode não gostar do cheiro ou até ser alérgica.

#5 – Espremedor de Laranja
O presente mais clichê de todos os tempos.

#4 – Passagem para passar Reveillon na Praia Grande
Porque né?

#3 – DVD do Carlinhos de Jesus
Pra fazer aqueles passinhos

#2 – Produtos da Polishop
Não acabam com os problemas de ninguém.

#1 – Livros de auto-ajuda
Melhor pagar a consulta do psicólogo

Lista 7 – Piores Lugares Para Ter Uma Diarréia

Um tema como este só poderia vir da mente de uma pessoa muito besta como o Anselmo. E mais besta ainda nós que demos muita risada e aceitamos fazer a lista sobre tal assunto. Pelo menos eu ri muito só de pensar no que escreveria.

Eu acredito que não exista uma pessoa sequer neste enorme planeta Terra que não tenha passado por esta situação. Típica lei de Murphy: justo naquele lugar que não tem pra onde correr é que te dá aquele aperto dizendo “corre, tem piriri pela frente!”. Tudo o que podemos fazer é torcer para não dar nenhuma freada (de bicicleta, muito menos de caminhão), nem  borrar as calças e pagar mico no meio da rua.

Juntei alguns fatos, relatos e experiência própria e elaborei a lista. Segue abaixo os 7 piores lugares para ter um piriri:

#7 – Na casa da família do(a) namorado(a)

Imagine a situação: você foi conhecer a família da pessoa. De repente, enquanto fala com seu futuro sogro, vem o sinal. Você pede licença pra ir ao banheiro, e fica o maior tempo lá. Bem, todo mundo já sabe o que aconteceu lá dentro. Ainda mais porque logo depois outra pessoa entra no banheiro, e sente aquele cheirinho agradável. Pode ficar tranquilo, quando os parentes dele(a) tiverem mais intimidade, vão te zoar eternamente pelo ocorrido. Você será motivo de chacota por todas as gerações. Aconteceu com um amigo meu.

#6 – Na linha 1 – Azul do Metrô-SP (horário de pico)

Quem pega metrô na linha azul (norte-sul) em horário de pico sabe do que estou falando. Como a maioria das estações pega a parte central e outras regiões extremamente movimentadas, a fila de espera na plataforma é grande. Além disso, esta linha é um inferno. Acho que você ouve mais a mensagem “paramos para aguardar a movimentação do trem à frente” do que o aviso de “próxima estação”. Se você tiver um piriri ali, não espere chegar no seu destino. Desça na próxima estação e encontre o banheiro mais próximo logo, antes que a situação piore.

#5 – Pista de show em estádio

Banheiro de estádio é um lugar nojento, seja qual for o evento em questão. Mas muito pior que os banheiros que ficam à disposição de quem está nas arquibancadas ou cadeiras, são os banheiros químicos que ficam ao redor do gramado quando há grandes shows. Ter um piriri ali significa estar em maus lençóis. É muita gente muito porca pra pouco banheiro, e você precisará de muita coragem para entrar num banheiro desses. Às vezes a necessidade fala mais alto, mas se você tiver oportunidade de segurar, segure! Mantenha distância de banheiros orgânicos!

#4 – Apresentação na empresa ou faculdade

Você está apresentando aquele projeto na sua empresa e faculdade. Seu futuro depende em parte daquela apresentação. Mas você está com diarréia, amigo. Está suando frio e sentindo aquele desespero interno. Tudo o que você pensa é em sair correndo e ir direto ao banheiro. Mas não pode. Ainda não acabou. Essa é a hora que temos que mostrar que somos fortes e segurar as pontas. E claro, na primeira oportunidade, realmente sair correndo.

#3 – Em uma praia sem quioskes

Você comeu uma tapioca de queijo à noite. Acordou, resolveu passear e parou numa praia. De repente, sua barriga começa a avisar que você vai passar muito mal em breve. Você procura algum bar, quioske, qualquer lugar e não tem NENHUM. Você volta pra Orla, tenta achar algum restaurante, mas estão todos fechados ainda. Você anda se contorcendo caçando qualquer lugar que tenha um banheiro, e quando acha se depara com duas privadas uma ao lado da outra dentro de um box, sem porta, sem tranca nem nada.Você continua a procura e só acha um restaurante aberto meia hora depois. Definitivamente, algumas praias são péssimos lugares para ter um piriri. Aconteceu comigo em Aracajú-SE.

#2 – No meio de uma trilha

Quando fizer uma trilha, nunca se esqueça de levar papel higiênico né? Afinal, você vai estar em um lugar que não tem nada em volta. Se der uma diarréia no meio do morro ou da montanha, a única opção é literalmente “cagar no mato”. Não deve ser muito legal isso, portanto ao menos se prepare bem!

 

#1 – No seu casamento

Você já passou pelo mico quando conheceu a família da pessoa. Agora chegou o grande dia e o nervoso é tanto que te deu um piriri. Existe a tentativa de ir ao banheiro quando estiver na festa, mas todos querem te cumprimentar. Vai ser difícil chegar ao banheiro. Será estranha a ausência do noivo por tanto tempo. Pior a noiva, que é o centro das atenções. Todos a verão ir ao banheiro, acompanhada da mãe e da melhor amiga para ajudar a não arrastar o vestido no chão e para levantar todas aquelas camadas de tecido que a deixam parecida um bumba meu boi. Digna cena de filme de comédia da sessão da tarde. Que dificuldade, hein? Certamente, é o pior lugar para ter uma diarréia!

Lista 7 – Melhores Covers

Os bestas lindos decidiram que o tema desta semana seria os melhores covers.

A idéia de regravar uma música pode ser bem complicada. Há o risco de sofrer críticas duras dos fãs xiitas da banda que compôs a musica, mas também há o risco do cover ficar tão bom a ponto de fazer muito mais sucesso que a original.  Um exemplo disso é que muita gente pensa que “I Fought The Law” é uma música do Clash, quando na verdade foi gravada nos anos 50 pela banda The Crickets.

Pra ser sincera, eu gosto muito de covers. Dou risada com os covers que ficam toscos, bato palmas para os que ficam bons. Tudo bem, achei estranho mesmo ouvir uma versão Axé de Dyer Maker (Led Zeppelin) e nos últimos dias, de Back In Black (AC/DC) feita pelos Detonautas mas enfim… separei alguns covers que para mim, são melhores que os originais.

Segue a lista:

#7 – Tainted Love – Soft Cell

Original: Gloria Jones

Um dos clipes mais toscos da galáxia!

#6 – Do You Wanna Dance – Ramones

Original: Bobby Freeman

#5 – You Really Got Me – Van Halen

Original: The Kinks

#4 – The Wait – Metallica

Original: Killing Joke

#3 – Mr. Sandman – Blind Guardian

Original: The Chordettes

#2 – Blue Suede Shoes – Elvis Presley

Original: Carl Perkins

#1 – Long Live Rock’n’Roll – Steel Dragon

Original: Rainbow

Não deixe de conferir este cover de Crazy Little Thing Called Love, este de Hocus Pocus e este de Just a Gigolo. E claro, a lista do Anselmo, do Ricz e do Master também né?