Barcelona

Comentei com alguns madrileños que eu gostaria muito de ir à Barcelona. “O que você vai fazer lá? Não tem nada de legal pra fazer!” foram as respostas que eu ouvi. Mas não se surpreenda, a rivalidade entre madrilenos e catalães vai muito além da rivalidade no futebol. Não se deixe levar por esse tipo de opinião. O lindo mar azul turquesa e a arquitetura modernista única fazem de Barcelona, a capital da Catalunha, um destino extremamente marcante.

De Madrid a Barcelona

O AVE (trem-bala espanhol) faz o percurso Madrid-Barcelona em 2:30h. Mas se você optar por esse meio, prepare o bolso. As passagens do AVE custam muito caro. Já de avião, o trajeto dura 45min e custa metade do preço ou às vezes menos.

Fui por uma companhia low-cost espahola chamada Vueling. É uma excelente companhia, o atendimento é ótimo e não tive nenhum problema nos meus voos.

Em Barcelona

No aeroporto, peguei um mapa da cidade e das linhas de metrô. Tem uma estação no aeroporto, o que facilita para ir até o centro. Comprei um bilhete de metrô válido por 24h e assim comecei a caminhada por Barcelona.

ONDE IR

EL GÒTIC

Com influência Romana, o Bairro Gótico no centro de Barcelona concentra antigos edifícios utilizados hoje para fins administrativos, como a Casa de la Ciutat (prefeitura), o Parlamento da Catalunha e o Palau de la Generalitat (Palácio do Governador da Catalunha), além de praças e igrejas históricas. Perca-se pelas suas estreitas ruas e encontre diversas construções medievais e góticas.

ATENÇÃO: CUIDADO COM AS CIGANAS QUE FICAM PELO BAIRRO GÓTICO PEDINDO UMA MOEDA QUALQUER POR UMA FLOR TÍPICA DA ESPANHA! ELAS SÓ QUEREM TE DISTRAIR PRA TE ROUBAR DE ALGUMA FORMA! INOCENTE SÓ NA CARA… NÃO CAIA NO PAPO MOLE DELAS!

 

Casa Millà, La Pedrera

OBRAS DE ANTONI GAUDÍ (Patrimônio Mundial UNESCO)

Palácio Güell

O Palácio Güell serviu como residência da família de Eusebi Güell, o famoso conde de Güell. Hoje o local é aberto ao público como museu.

Site Oficial: http://palauguell.cat/

Como chegar: estação Drassanes / Liceu

Parque Güell

O parque antigamente pertencia à residência particular do conde Güell, que encomendou encomendou o projeto de Gaudí. A Casa-Museu de Gaudí não foi feito por ele, mas tudo do interior sim. Um destaque do parque é a Sala das Cem Colunas, que consiste em um grande salão sustentado por 84 pilares tortos.

Site Oficial: http://www.parkguell.cat/

Como chegar: estação Lesseps

Casa Milà

A Casa Milà (também conhecida como La Pedrera), pertence ao Quadrat d’Or, que significa “Quadrado de Ouro”, uma área que abriga os mais bonitos edifícios modernistas da cidade.

Site Oficial: http://www.lapedrera.com/en/home

Como chegar: estação Diagonal

Casa Vicens

O até então inexperiente Gaudí projetou esta residência encomendada por Manuel Vicens, dono de fábrica de tijolos e azulejos. Chegar lá dá um pouquinho mais de trabalho pois não está próximo ao metrô, mas vale a pena observar esta obra, a primeira obra de Gaudí que realmente ganhou destaque. Aliás, atualmente ela está à venda. Quer comprar?

Site Oficial: http://www.casavicens.es/

Como chegar: ônibus 27 ou 32. Endereço: Carrer Carolines, 18

Sagrada Família

Gaudí pegou a obra em andamento e foi improvisando. Apenas uma torre estava pronta quando ele faleceu e até hoje a obra não foi concluída. Feita com a intenção de ser realmente diferente e original, A Sagrada Família atrai muitos visitantes e a fila para comprar ingressos e entrar é simplesmente gigantesca. Compre seu ingresso pela internet ou chegue muito cedo para evitar a multidão.

Site Oficial: http://www.sagradafamilia.cat/

Como chegar: estação Sagrada Família

Casa Battló

Encomendada por Josep Battló, a casa é conhecida como Casa dos Ossos por causa de sua fachada externa que lembra um crânio. A casa fica na “Illa de la Discòrdia“, um quarteirão onde encontramos quatro famosas casas modernistas e que faz parte do já mencionado “Quadrat d’Or“. É aberta a visitas.

Site Oficial: http://www.casabatllo.es/

Como chegar: estação Passeig de Gràcia

MONTJUÏC

A colina de Montjuïc proporciona uma belíssima vista da cidade de Barcelona. Você pode pegar um bondinho para ir até o topo onde há também o Castelo de Montjuïc. Além disso, no Parque de Montjuïc há um conjunto de atrações: jardim botânico, o complexo esportivo onde foram realizadas as Olimpíadas de 1992. Confira a programação, muitas vezes são realizados shows no Parque.

Cada atração tem seu site oficial, mas você pode acessar o site Barcelona Turisme que fala sobre cada uma.

Para chegar lá: desça na estação Paral-lel e pegue o funicular. Você vai sair no Parque onde fica a bilheteria do bondinho (cable car) que vai até o topo da montanha.

Castelo de Montjuïc

 

Vista do Castelo

FUNDACIÓ JOAN MIRÓ

Iluminado por luz natural, o edifício moderno de Josep Lluis Sert, amigo de Miró, abriga diversas obras do artista, como esculturas, pinturas e tapeçarias. Há apresentações e exibições no museu, bem como uma biblioteca sobre arte contemporânea. Fica no Parc de Montjuïc.

Site Oficial: http://www.fundaciomiro-bcn.org/

Como chegar: estação Espanya ou Paral-lel, depois ônibus 50 ou 55

MUSEU PICASSO

A coleção de mais de 3.000 obras do artista doadas por seu amigo Jaime Sabartes e depois pelo próprio Picasso está instalada em 5 palácios. Além da coleção, há exposições temporárias. Confira a programação. Recomendo a compra antecipada de ingressos por ser um lugar muito procurado.

Site Oficial: http://www.museupicasso.bcn.cat/

Como chegar: Estação Jaume I

CAMP NOU EXPERIENCE

Quer conhecer o estádio de um dos times mais famosos do mundo? Ver o campo onde o Messi faz vários gols e onde o Bayern dá show? (hahaha toma, Barcelona! tá, parei!)

Caso não consiga ir a um jogo, está aí a solução: http://www.fcbarcelona.com/camp-nou

Você tem acesso ao museu do clube, vestiários, sala de imprensa, e aquela papagaiada toda que você só conhece em uma visita assim.

Sinceramente, achei o Santiago Bernabéu muito mais legal!

Como chegar: estação Collblanc

Camp Nou Experience

 

TIBIDABO

A montanha possui este nome que vem do latim tibi dabo significando “eu lhe darei”, uma referência à passagem bíblica que mostra Satanás tentando Cristo quando o levou a uma montanha e ofereceu o mundo inteiro em troca de um ato de adoração.

Em Tibidabo, há o Parc d’Atraccions, o parque de diversões mais antigo da cidade, o Museu d’Automates (Museu de Robôs) e o Temple Expiatori del Sagrat Cor (Igreja do Sagrado Coração).

Tibidabo Sky Walk é uma área onde você pode ter uma vista panorâmica da cidade. Vicky Cristina Barcelona, filme de Woody Allen, foi filmado aqui.

Site Oficial: http://www.tibidabo.es/

Como chegar: estação Avda Tibidabo, depois pegue o Tramvia Blau (trem azul) e funicular ou TibiBus na Plaça Catalunya

PRAIAS

Eu vi o mar, mas não fui à praia. Se você pretende ir à praia, tem uma matéria bem legal no Viagem Mundo:

http://viagemmundo.com.br/guia-das-praias-de-barcelona/

 

E assim meu primeiro mochilão pela Europa chegou ao fim.  A bagagem voltou muito mais cheia – não só com as compras que fiz na Espanha, mas com conhecimento, experiências e novas amizades. Todo mundo deveria fazer isso pelo menos uma vez na vida. E agora já tenho novos posts para escrever sobre o segundo mochilão que foi no leste europeu. Em breve todas as dicas estarão aqui! Até mais o/

Advertisements

Madrid

Capital da terra da sesta, dos tapas e das touradas, Madrid é dona de uma rica herança cultural. Das praças que lembram cidades pequenas e românticas aos imponentes edifícios antigos e modernos, a cidade atrai visitantes interessados em sua cultura e história.

Vale a pena visitar Madrid, mas dependendo do gosto do freguês talvez ela não seja tão interessante quanto pareça. Pesquise bem os lugares que você deseja visitar para definir o tempo que você vai passar por lá.

De Paris a Madrid

Existem várias companhias aéreas Low Cost que vão para Madrid. Eu fui pela Easyjet mas pra variar, confusão na hora de determinar o portão de embarque: corre daqui pra lá e volta. Isso que eu já estava aborrecida de ter ficado pelo menos 40 minutos na inspeção de bagagem. O oficial resolveu tirar tudo o que tinha na minha mala de mão e olhar item por item. Mesmo sem apitar o sensor de metais me fizeram tirar os sapatos e me revistaram. Tive que colocar tudo rapidinho dentro da mala e de qualquer jeito, pois já estava em cima da hora de embarcar.

Para chegar em Madrid você tem como alternativa o ônibus da Eurolines e os trens que são operados pela Renfe.

Em Madrid

Se você chegar de ônibus, trem ou avião não se preocupe: todas as alternativas estão conectadas a uma estação de metrô.

Se você chegar de avião, a linha 8 do metrô de Madrid possui as estações Aeropuerto T4 e Aeropuerto T1 T2 T3. É oferecido ônibus para ir de um terminal ao outro internamente no aeroporto. Outra opção para ir do aeroporto ao centro é o ônibus da Líneas Exprés Aeropuerto que funciona 24h.

Os ônibus param na Estación Sur (Mendéz Álvaro) na linha 6 enquanto os trens podem chegar nas estações Puerta de Atocha (linha 1) ou Chamartín (linhas 1 e 10).

Fique atento para comprar o tipo certo de bilhete de metrô pois eles possuem zonas diferentes de tarifação e pode ser que outro tipo de bilhete seja usado para chegar até a estação que você precisa. Guarde sempre os bilhetes com você pois mesmo havendo catraca nas estações, os fiscais entram para verificar se você possui o bilhete e há o risco de multa caso não esteja com o seu.

Para utilizar o transporte público, os turistas podem adquirir o Abono de Transportes com viagens ilimitadas dentro de um período de tempo, que pode ser 1, 2, 3, 5 ou 7 dias dentro da zona A ou da zona T. Mais informações: http://www.ctm-madrid.es/servlet/CambiarIdioma?xh_TIPO=8#aturistico

A impressão que eu tive é que os espanhóis não são pacientes para dar informação (o funcionário do metrô ficou irritado quando eu não entendi sobre o bilhete certo da zona que eu precisava ir), então não perca tempo e pegue logo um mapa da cidade no primeiro posto de informação turística que você encontrar.

O Hotel

Deixei Madrid para visitar por último pois tenho uma amiga que mora lá e que não via há uns 6 anos. Fiquei na casa dela por uma semana e por isso não tenho review para fazer sobre hotel.

ONDE IR

PUERTA DE ALCALÁ

A Puerta de Alcalá é um monumento construído em 1778 por Francisco Sabatini a pedido de Charles III. Na época, foi a entrada principal da cidade e hoje é um símbolo de Madrid.

Como chegar: estações Banco de España / Retiro

UM PASSEIO NA GRAN VÍA

Inaugurada em 1910, a Gran Vía é hoje uma veia econômica muito importante para Madrid: repleta de restaurantes, cafés, bares, teatros, cinemas, lojas de marca, edifícios históricos e prédios comerciais. Alguns edifícios históricos muito visitados são o Metrópolis e o Grassy. A Gran Vía começa em Calle de Alcalá e termina em Plaza de España.

Não se esqueça que algumas lojas podem estar fechadas por causa da hora da sesta. Se atente ao horário fixado na porta.

Como chegar: estações Gran Vía / Banco de España / Callao / Santo Domingo / Plaza de España

PLAZA DE ESPAÑA

No centro da praça, um jardim onde há uma fonte com estátuas que representam Don Quixote e Sancho Panza, seu escudeiro, em homenagem ao escritor Miguel de Cervantes. Ao redor da praça se encontram alguns dos mais altos edifícios de Madrid. A praça fica situada no final da Gran Vía.

Como chegar: estação Plaza de España

PLAZA DE CIBELES

Um dos cartões postais de Madrid, a Plaza de Cibeles abriga não só a fonte com a deusa da natureza mas também dois edifícios históricos: o Palácio das Comunicações e o Banco da Espanha.

Como chegar: estação Banco de España

Plaza de Cibeles

PASEO DEL PRADO

Carlos III mandou construir o Paseo del Prado para que fosse o centro das ciências de das artes de Madrid. Começe da Plaza de Cibeles e caminhe pelos belos jardins. Nos arredores da praça, temos:

  • O famoso Hotel Ritz;
  • Monumnento del Dos de Mayo, feito para comemorear a Guerra de Independência contra a França;
  • Salón de Reinos, que foi museu de artes e museu militar até que o Museu do Prado abrigasse suas obras;
  • Museo Nacional de Artes Decorativas;
  • Palacio de Linares, que hoje é uma organização que tem por objetivo a promoção da cultura latino-americana.
  • Congresso de Los Diputados;
  • Museo Thyssen-Bornemisza;
  • Museo del Prado.

Como chegar: estação Banco de España

PARQUE DEL RETIRO

Antigamente, o parque era um anexo do palácio de Filipe IV. Hoje é uma das maiores áreas verdes de Madrid. Há concertos, passeios de barco pelo lago, teatro de fantoches etc. Outros lugares para visitar dentro do parque são: Palácio de Velázquez, o Jardim das Rosas e o lindíssimo Palácio de Cristal.

Como chegar: estação Retiro

Parque del Retiro

PLAZA MAYOR

No coração de Madrid, a Plaza Mayor tem lojas típicas espanholas, além de algumas performances artísticas como por exemplo a dança flamenca. Os lugares mais famosos na praça são a Casa de la Panaderia  e a Casa de la Carnicería. No entorno há muitos restaurantes espanhóis interessantes no subsolo com aquela impressão de calabouço. O Restaurante Botín, conhecido por ser o mais antigo do mundo, fica bem próximo também.

Como chegar: estação Sol

MERCADO DE SAN MIGUEL

Uma parada obrigatória pra quem quer experimentar a culinária local. Você pode comprar frutas, peixes, flores e vinhos. Que tal comer um petisco enquanto toma uma típica sangria espanhola?

Como chegar: estação Sol (fica ao lado de Plaza Mayor)

Puerta del Sol

PUERTA DEL SOL

Puerta del Sol é onde fica o marco zero de todas as rodovias espanholas. Lá também encontramos edifícios históricos e a estátua símbolo de Madrid: o urso buscando os frutos do medronheiro.

Como chegar: estação Sol

PALÁCIO REAL

O Palácio Real possui uma coleção impressionante de pinturas, instrumentos musicais e armamentos. A troca da guarda (que eu não vejo nenhuma graça, mas muita gente curte ver) é feita na primeira quarta-feira do mês às 12h (exceto no verão ou quanto há cerimônias oficiais) e nas demais quartas às 11h na Puerta del Príncipe.

Como chegar: Recomendo caminhar da Puerta del Sol até o Palácio. Mas descendo na estação Ópera você também chega.

PLAZA DE TOROS DE LAS VENTAS

De forma nenhuma eu sou a favor das touradas nem com a desculpa de ser algo da “cultura” espanhola. Do meu ponto de vista não justifica a violência e crueldade com os animais e eu não assistiria uma tourada neste lugar. Eu vi o lugar por fora e não podemos negar que a arquitetura da praça de touros é muito bonita e diferente de tudo o que você já viu. Também há o Museu Taurino com exposições relacionadas às touradas.

Como chegar: estação Ventas

TOUR BERNABÉU

Para quem gosta muito de futebol como eu esse é um tour obrigatório. No tour está incluso a vista panorâmica do estádio, a exposição de troféus, e visitas à parte VIP, túnel de jogadores, zona técnica e banco de reservas, vestuários, sala de imprensa e uma pisadinha numa área reservada do campo. Também há montagens de fotos com seu jogador preferido do Real Madrid.

Mais informações: http://www.realmadrid.com/cs/Satellite/en/1193040472497/GenericoContenedor/1193040472497.htm

Como chegar: estação Santiago Bernabéu

Santiago Bernabéu Tour

UMA VISITA À TOLEDO

A cidade medieval de Toledo é bem próxima a Madrid e você pode ir de ônibus ou trem e visitar em um dia. Coloque um sapato confortável para explorar este lugar que foi influenciado por visigodos e mouros e onde igrejas, sinagogas e mesquitas convivem próximas e sem conflitos. Coma um famoso marzipan ao fazer a rota de  Dom Quixote de La Mancha, sinta-se como se estivesse em uma de suas aventuras.

Toledo

Duas dicas aleatórias de lugares que eu recomendo:

  • Mauna Loa – Bar Hawaiano muito diferente que vale a pena conhecer. Endereço: Plaza de Santa Ana, 13, 28012.
  • The James Joyce Pub – Excelente pub com ótima relação custo / benefício. Endereço: Calle de Alcalá, 59  28014

EU NÃO FIZ, MAS VOCÊ PODE FAZER

TELEFÉRICO DE MADRID

Diz oferecer uma visão única de Madrid. Aparentemente tem um parque infantil próximo e você pode comprar ingressos combinados.

Mais informações: http://www.teleferico.com/precios

Como chegar: estação Argüelles

DESCUBRA MADRID – VISITA GUIADA

História, arte, gastronomia e curiosidades em uma visita guiada disponível em várias línguas, como espanhol, inglês, francês, italiano, português, alemão e japonês. Inclui visitas adaptadas para pessoas com deficiências. Em datas e rotas específicas, eles fazem uma caminhada dramatizada – os guias se vestem a caráter para apresentar alguns pontos turísticos.

Mais informações: http://www.esmadrid.com/descubremadrid

PARA A FAMÍLIA

OUTROS PARQUES

  • Sabatini
  • Jardim Botânico Real
  • Casa de Campo
  • Campo del Moro
  • Parque Capricho
  • Parque Juan Carlos I

Minha viagem terminou em Madrid, mas antes eu dei um pulo em Barcelona. Vou comentar desta cidade no próximo post.

Até! 😉