Mais da Eslovênia!

No post anterior, comentei como é rápido ir para qualquer lugar na Eslovênia a partir da capital Ljubljana, seja de ônibus ou trem. Mesmo que você fique hospedado por lá, é possível fazer esquema bate-volta para lugares super interessantes. Neste post você vai encontrar dicas do que visitar fora de Ljubljana.

Bled

O cartão postal da Eslovênia é o Lago Bled. A paisagem é simplesmente incrível e a estrutura do lugar é feita para aqueles turistas que gostam de um pouco mais de luxo. É obrigatório entrar numa embarcação chamada Pletna, típica do local e ir até a ilha que fica no meio do lago. Na ilha há uma igreja do século XVII. Pegando o Pletna até a ilha, você tem um tempo fixo para ficar lá curtindo a paisagem até voltar com a mesma embarcação que você foi. Eu quis dar uma de espertona e fiquei de um lado onde a vista seria melhor, mas o senhor que rema pediu que eu mudasse de lugar para que houvesse equilíbrio no barquinho. Fazer o que, tive que mudar de lugar! Então não fique bravo ou ofendido se acontecer o mesmo com você.

Para uma vista melhor ainda do local, o melhor lugar é o Castelo de Bled. Há restaurantes que oferecem a oportunidade incrível de você almoçar ou jantar com essa vista fantástica. Definitivamente, Bled é parada obrigatória para quem vai até a Eslovênia!

Bled: o Pletna boat, o lago e o castelo

Bohinj

Para os amantes de um lugar tranquilo e com muitas atividades no meio da natureza, Bohinj é o lugar. Aqui também há um lago, não tão badalado como o Bled, mas onde muitos vão como se fosse uma “praia”. Há uma faixa de areia numa parte do lago, e ali muitos ficam tomando sol e também entram nas águas cristalinas deste lago. Também é possível fazer trilhas e alugar um caiaque. Você pode explorar Bohinj de bicicleta, ou fazendo caminhadas.

Uma opção de passeio em Bohinj é a visita ao Mt Vogel, onde você pode subir através de um Cable Car, ou bondinho. Ainda há um teleférico que no inverno leva esquiadores ao topo para a prática desse esporte. Fora da época de inverno, há uma rampa de parapente onde você pode fazer o voo mais incrível da sua vida: no meio dos alpes, sobrevoando o lago.

Bohinj: entrada, a famosa árvore que nunca descobri o nome e um pouso de parapente

 

Lago Bohinj

Bohinj e Bled ficam bem próximos um do outro e se você quiser, é possível visitar os dois lugares em apenas um dia. Há ônibus regulares que saem de Bohinj a Bled e vice-versa. Ir de trem neste caso não é tão prático. Recomendo os ônibus mesmo, que aliás são muito confortáveis e tem Wi-Fi!

Ponto de ônibus em Bohinj

Mas Bohinj é muito mais que o lago, o Mt Vogel e os esportes. Caso queira conhecer mais, no site oficial de turismo da cidade eles apresentam 106 maneiras de curtir a cidade: http://www.bohinj.si/en

Triglav National Park

Colado em Bled e Bohinj e indo até a fronteira com a Áustria e a Itália, o Triglav National Park tem atividades de sobra como trilhas, rafting, mountain bike. É aqui onde fica a montanha Triglav, em meio aos Alpes Julianos. Esta é a montanha mais alta do país e é representada na bandeira da Eslovênia.

O destaque do parque definitivamente é o Soča Valley, com diversos lugares históricos (principalmente relacionadas à Segunda Guerra Mundial) e o famoso Rio Soča, que é conhecido como “Emerald River” (rio esmeralda), por sua cor que é tão turquesa que é quase difícil de acreditar que é daquela cor mesmo. Muitos preferem ficar na cidade de Bovec e ter tempo para explorar o parque calmamente mas se você estiver com o tempo curto, de Ljubljana há tours de um dia para visitar lugares específicos no parque ou fazer um rafting no Rio Soča. Eu queria muito ter feito rafting, mas não deu. Espero voltar lá um dia para fazer!

Aqui está o site oficial para mais informações: http://www.tnp.si/national_park/

Rafting no Rio Soca (retirado do tripadvisor)

Postojna e Predjama

Neste lugar fiz um dos passeios mais diferentes da minha vida: visitei as Cavernas de Postojna. É um dos lugares mais visitados do país, mas a entrada é bem organizada. São separados grupos e um guia vai explicando como se formam as estalactites e estalagmites. Uma parte da visita é feita em um trenzinho (parece aquele da fase que o Donkey Kong tá na mina, hahaha) e depois você vai andando no meio das galerias. Completamente fascinante a beleza de um lugar como aquele e vale muito a pena a visita. Infelizmente lá dentro não é permitido tirar fotografias. Só em um trecho no trenzinho é tirada uma “fotografia oficial” que obviamente se você quiser pegar para você, custa alguns euros na saída.

Postojna

Cavernas de Postojna , fotos retiradas do site oficial pois como eu disse: é proibido tirar fotos lá dentro!

A 9km das Cavernas de Postojna, há o famoso Castelo de Predjama, que fica realmente incrustado em um precipício. A proximidade com as cavernas nos dá a possibilidade de ver as duas atrações no mesmo dia porém, quando estive lá, os funcionários disseram que não tinha mais a van que levava da Caverna até o Castelo e vice-versa. O único jeito de chegar era pegar um táxi que custaria um pouco caro, então desisti. O fato é que segundo as informações do site oficial este serviço está disponível novamente, e o melhor de tudo: o transfer é gratuito! Então não perca essa oportunidade e faça a visita por mim 🙂

Castelo de Predjama (retirado de slovenia.info)

Para chegar em Postojna, peguei um trem na estação de Ljubljana, mas a caminhada até a entrada das cavernas é grande, mas a cidade é tão bonitinha que foi uma caminhada agradável. O site informa que em julho e agosto, há um serviço de transferência gratuito da estação de trem até a bilheteria da atração. No demais, os ônibus que saem de Ljubljana deixam mais próximo mesmo.

E tantos outros lugares…

Há muitos outros lugares lindos na Eslovênia que merecem ser visitados. Se você pretende viajar para este país, faça uma pesquisa detalhada sobre os lugares que você pretende visitar antes de programar o roteiro para aproveitar tudo muito bem. Ainda há a famosa cidade de Maribor, e outras onde o enoturismo (ou turismo do vinho) é bem forte. O país é diversificado, tem lugares para todos os gostos! Não tem como não se apaixonar. Deixe se levar pelos encantos do único país que tem “love” no nome: sLOVEnia!

No próximo artigo: Áustria!

Advertisements

Ljubljana

Ao preparar meu roteiro de viagem, olhei o mapa do Leste Europeu e esse país ali no meio. Mas o que teria pra fazer na Eslovênia? Em dois minutos de pesquisa no google imagens decidi que a parada era obrigatória e que eu deveria passar um pouco mais de tempo por lá que nos outros países.

A Eslovênia é um país bem pequeno, que se orgulha de ser o terceiro país mais verde da Europa. Mais de 57% do seu território é de florestas. Eles se preocupam muito com o meio ambiente e muito do que você encontra para fazer tem a ver com algum tipo de esporte que faça você interagir com a natureza.

É por isso talvez que o portal oficial de turismo escreve: SLOVENIA, dizendo que eles são os únicos que tem a palavra amor (love) no meio do nome do país. Sério: é muito amor mesmo. Você também vai ficar apaixonado depois de ver como é por lá!

Seguindo o roteiro!

De Sarajevo a Ljubljana

Em Sarajevo, peguei um ônibus noturno com destino à Ljubljana, Capital da Eslovênia. Os ônibus não saem diariamente. O guia da Lonely Planet diz uma coisa, o site da rodoviária de Sarajevo (bem desatualizado) diz outra, então arrisquei ver na hora e consegui um ônibus direto exatamente no dia que eu precisava. Foram quase 10 horas de viagem. A estrada era boa e o ônibus confortável, mas o motorista foi a noite inteira ouvindo música (aparentemente isto é normal por lá), o que atrapalhou um pouco o sono. Me arrependi de não ter levado uma blusa, pois a noite faz frio – a região é montanhosa – e também tivemos que descer do ônibus nas fronteiras para passar no posto de imigração.

Caso você não consiga um ônibus Sarajevo – Ljubljana no dia que você precisa, um plano B é pegar um trem de Sarajevo até Zagreb (há trens diários que percorrem esse trecho) e de Zagreb mais um até Ljubljana.

Qualquer que seja sua opção, prepare-se com blusa, água e algum lanche na sua mochila.

Em Ljubljana

Cheguei por volta de 8 da manhã na rodoviária de Ljubljana, que fica próxima ao centro histórico da cidade. Quando você pensa no “centro da cidade” de uma capital quase às 9 da manhã em um dia de semana, pensa em movimento, gente indo trabalhar, trânsito… só que lá não. A primeira impressão foi que Ljubljana era uma cidade super pacata. E realmente é! De longe Ljubljana é a capital mais tranquila que já estive.

As pessoas em Ljubljana são bem simpáticas e curiosas com estrangeiros. O inglês deles é bom, bem claro. Mesmo que a pessoa não fale fluentemente ela vai tentar te ajudar de alguma forma.

Caso você precise pegar um ônibus da estação até o seu hotel, fique atento: em Ljubljana os ônibus não aceitam o pagamento em dinheiro na hora. É necessário comprar o bilhete do ônibus em uma das bancas espalhadas pela rua.

De Ljubljana você consegue ir para qualquer outra cidade do país em poucas horas, de trem ou ônibus, o que é ótimo para nós turistas. Antes de falar dos pontos turísticos, vamos ao hotel.

O Hotel

Escolhi o City Hotel, que fica bem próximo à rodoviária / estação de trem e a alguns passos do centro histórico. Atravessando a rua do hotel você já vê o Castelo de Ljubljana. Bem localizado, simples, confortável e com bom atendimento. Há supermercados e restaurantes a poucos passos do Hotel. Não é tão barato, talvez você encontre outras opções mais em conta na mesma região. De qualquer forma, foi uma ótima escolha. Dormi muito bem, não tinha barulho de nada!

O Que Fazer

Praticamente tudo que há para ver em Ljubljana está na “Old Town”, a parte histórica da cidade. Ali há aqueles restaurantes e cafés charmosos bem típicos de cidade européia, além de igrejas e outros edifícios históricos. Os pontos turísticos ficam bem próximos uns aos outros então se você estiver hospedado próximo ao centro e tiver disposição, é possível fazer tudo a pé. O mapa abaixo é do folheto que peguei no centro de informações da cidade e mostra onde está cada ponto turístico e os principais hotéis da cidade. Vou comentar alguns lugares que você não pode deixar de visitar.

Uma dica: a maior parte dos estabelecimentos comerciais em Ljubljana fecha cedo aos domingos (no máximo umas 15h). Se você pretende passar em algum lugar para comprar algo específico, vá o mais cedo possível ou tente confirmar o horário do estabelecimento.

Pontos Turísticos de Ljubljana

Ljubljana Castle

O Castelo de Ljubljana é o símbolo e principal atração da cidade. Situado no topo de um morro, foi construído para ser uma fortaleza e oferece uma vista panorâmica da cidade. Há exposições permanentes e temporárias, além de uma visita virtual: um vídeo 3D que conta a história da cidade. Para chegar ao castelo, é necessário pegar o trem turístico ou o funicular. Lá você também pode se sentir na era medieval atirando com arco e flecha.

Mais informações: http://www.ljubljanskigrad.si/

Vista de uma das torres do castelo

Arco e Flecha 🙂

Prešernov trg

A praça central de Ljubljana é onde ocorrem as festas e também os protestos. Ela é excepcionalmente bonita à noite, cheia de luzes e pessoas andando calmamente, conversando e tomando seus sorvetes no verão. A estátua que há na praça é em homenagem ao poeta esloveno France Prešeren.

Tromostovje

A famosa ponte tripla da cidade sobre o rio Ljubljanica conecta o lado histórico da cidade que está em uma margem com o lado moderno que está na outra margem. Antigamente havia apenas uma ponte, mas em 1932 foram adicionadas mais duas para evitar engarrafamentos. Hoje faz parte da zona de pedestres.

Triple Bridge (Retirado de http://www.visitljubljana.com porque vista de cima é mais legal)

Central Market

É o “mercadão” de Ljubljana, onde as barracas ficam ao ar livre e você pode tentar experimentar coisas mais típicas do país e tentar interagir com as pessoas que moram lá. Há uma parte que eles chamam de “covered market”, que fica à beira do rio e pelo que eu me lembro não vende só comida, mas também souvenirs do país.

Mais informações: http://www.visitljubljana.com/en/directory/1116/detail.html

Mercadão de Ljubljana (retirado de http://www.visitljubljana.com/)

The Butchers’ Bridge

Sim, o nome da ponte é esse mesmo (butcher = açougueiro). Ao longo da ponte há algumas esculturas, como uma que representa Prometheus e outra que representa Adão e Eva, além de pequenas esculturas à margem do Rio. Nessa ponte também tem aqueles cadeados que os casais colocam para representar o amor para sempre deles.

Uma das esculturas da Butchers’ Bridge

The Dragon’s Bridge

A ponte foi construída entre 1900 e 1901 e  o Dragão é o mascote da cidade. Dizem que se você não tirar uma foto dessa ponte você não visitou Ljubljana de verdade. Visita mais que obrigatória neste lugar!

Dragon’s Bridge

The Tivoli Park

O parque de cinco quilômetros quadrados foi projetado por um francês em 1813. Ótimo para fazer aquela caminhada e se exercitar, já que o parque conta com alguns aparelhos para isso. Há também um pequeno jardim botânico.

Tivoli Park (retirado de http://www.visitljubljana.com)

Como já havia dito, Ljubljana não é uma cidade muito grande. Apesar disso, vale muito a pena visitar. Há museus de história e arte listados no mapa mas eu não quis visitar nenhum. Preferi aproveitar o maior tempo possível conhecendo outras cidades próximas. Vou falar delas no próximo tópico! Até lá!