Shanghai

Shanghai (palavra que signfica “Cidade no Mar”) começou sua história com uma pequena vila de pescadores. Devido sua posição geográfica no Delta do Rio Yangzi, foi se tornando uma potência devido ao porto onde muitos tipos de produto eram comercializados, incluindo o ópio, que levou a uma guerra. Após essa guerra, os britânicos fizeram um acordo que levaram a cidade a abrir as portas para estrangeiros.

Com influências de colônias britânicas, francesas e americanas na cultura, arquitetura e na sociedade em geral, hoje Shanghai é a maior cidade da China. Possui a quarta maior área metropolitana do mundo, ficando atrás apenas de Tóquio, Jacarta e Cairo. Extremamente cosmopolita, é o centro econômico e cultural do país.

Eu particularmente encontrei diversas semelhanças entre Shanghai e Nova York: muitas luzes e diversos arranha-céus na margem oposta do Rio Huangpu, um touro de bronze igual ao de Wall Street, muitas grifes e restaurantes diferenciados.

11174781_828921317173194_7087634752693978375_n

A vibrante cidade de Shanghai

DE GUILIN A SHANGHAI

Foram aproximadamente 2h30 de voo na Shanghai Airlines entre Guilin e Shanghai. Como disse no post de Guilin, nosso voo atrasou muitas horas por causa do tempo que estava ruim, e acabamos perdendo um dia inteiro em Shanghai. Mas em questão de chegar na cidade mais importante da China, há diversas opções de trem e avião. O transporte na cidade é simples também pois há linhas de metrô com estações sempre próximas aos pontos turísticos.

O HOSTEL

Os hostels em Shanghai tem um preço mais alto que as outras cidades que passamos. Ficamos no Mingtown People’s Square Youth Hostel. O quarto do hostel não tem nada especial – acho que poderia ser mais limpo até. As vantagens: boa estrutura e restaurante com excelente café da manhã e localização: fica a três quarteirões da estação Dashijie do metrô e é possível caminhar do hostel para algumas das principais atrações da cidade, das quais vamos falar agora!

THE BUND

A palavra Bund significa cais aterrado segundo a Wiki. Muitos acreditam que a área é um museu a céu aberto, pois há construções de diversos estilos em seu entorno. À beira do Rio Huangpu e com vista para a área de Pudong, é o cartão postal de Shanghai. Aqui é possível procurar também passeios como cruzeiros no Rio Huangpu.

5e6357c7ae524e2b842d94801

Mapa do Bund – Site: China Highlights

É andando no Bund que você vai encontrar o touro de bronze igual ao de Wall Street 🙂

This slideshow requires JavaScript.

YU YUAN GARDEN

Yuyu Garden significa Jardim da Felicidade. Foi construído durante a dinastia Ming, há mais de 400 anos. São 20 mil metros quadrados para explorar, onde você pode conhecer os jardins, a arquitetura chinesa, e obras de arte como esculturas. Há uma área comercial bem forte ao redor do parque, onde você encontra roupas e souvenirs a um preço bem acessível.

This slideshow requires JavaScript.

NANJING ROAD

Uma rua para pedestre como se fosse a 5a Avenida de Shanghai. É um lugar bem movimentado cheio de luzes, restaurantes, lojas e, como sempre, você provavelmente vai ver as senhorinhas chinesas dançando em seus passos sincronizados. Do hostel era possível ir andando até esta rua.

This slideshow requires JavaScript.

ZHUJIAJIAO

Em Shanghai há diversas cidades antigas que foram construídas à beira da água. É o caso de Zhujiajiao. Você pode chegar lá à pé ou com barco. As ruas são bem apertadas e cheias de gente querendo conhecer as lojas, provar comidas exóticas e conhecer um pouco da cultura local. Uma coisa que eu amei aqui em Zhujiajiao é que tem uma rua específica onde você pode se vestir com roupas tradicionais chinesas e fazer um ensaio fotográfico. A produção não é cobrada, apenas as fotos que você quiser levar: cada uma por ¥10.

This slideshow requires JavaScript.

Outras cidades do mesmo estilo que você pode visitar são: Qibao, Luzhi, Zhouzhuang, Xitang, Tongli, Nanxun, Wuzhen e Suzhou. Veja mais aqui no China Highlights.

Há muitas outras atrações em Shanghai: museus, shows tradicionais, circos, restaurante no topo da torre da Pearl TV com vista panorâmica e até um passeio na Disney deles. Aqui também é o melhor lugar para fazer compras: se informe no hostel onde as coisas são mais baratas. Fomos em um lugar que eu esqueci o nome, mas meus amigos compraram drones por ¥120.

Nossa viagem na China se encerrou aqui em Shanghai. Certamente essa foi a viagem mais memorável que eu fiz. Conheci de perto uma cultura milenar, vi lugares magníficos tanto em questões de construções como de natureza, aprendi a tomar chá e a simpatia dos locais me fez mudar alguns preconceitos que eu tinha com o povo em geral. Eu voltaria para a China novamente para conhecer tantos outros lugares maravilhosos que eles tem e com a mente aberta que não preciso me preocupar tanto com a língua pois a gente sempre dá um jeito de se comunicar. E é por isso, meus amigos, que eu reforço: é melhor a experiência do que coisas materiais pois ninguém pode tirar de você o que você viveu.

Advertisements

3 thoughts on “Shanghai

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s