Culinária Brasileira em São Paulo

Quando se pensa em comida típica brasileira, a primeira coisa que vem à mente de muita gente é o famoso prato feito a.k.a PF: arroz, feijão, bife e batata frita. OK, essa é a base da nossa alimentação diária mas vamos pensar um pouco além: vivemos num país enorme e cada estado foi influenciado por povos diferentes, o que torna a culinária brasileira extremamente diversificada.

Pesquisei um pouco sobre a gastronomia de cada região do país e percebi que não conheço nem metade do que gostaria. Mas para a minha (ou nossa) alegria, a multicultural cidade de São Paulo tem um pouco de cada lugar; com a ajuda do Google encontrei alguns restaurantes que trazem o sabor de pratos típicos do Brasil afora.

Já fui mais de uma vez a alguns dos restaurantes citados no post mas a maioria ainda está pendente na minha lista.

pato-no-tucupi

Pato no Tucupi (Foto:Restaurante Amazônia/Divulgação)

REGIÃO NORTE

A culinária da região norte tem como base o peixe, principalmente o de água doce. Por ter uma forte influência indígena, alimentos de raízes como a mandioca também são muito apreciados.

O único restaurante que eu encontrei especializado nesta culinária foi o Restaurante Amazônia, que de acordo com o site oficial, é um restaurante paraense que conta também com pratos típicos de outros estados da região norte. No cardápio é possível encontrar Pato no Tucupi, Peixada, Caranguejada, Maniçoba, Vatapá do Pará, Carurú e Pirarucú de Casaca, além de sucos e sobremesas feitos com frutas típicas da amazônia.

REGIÃO NORDESTE

A região nordeste tem uma herança cultural indígena, africana e européia; na alimentação frequentemente vemos frutos do mar, raízes e carne de sol. A culinária nordestina faz parte do nosso dia a dia afinal São Paulo é o estado onde vivem mais nordestinos fora do nordeste. Na capital é fácil encontrar diversos restaurantes e “casas do norte” onde encontramos delícias da região nordeste como o famoso baião de dois, bobó de camarão, tapioca, queijo coalho e até rapadura.

O Centro de Tradições Nordestinas no Bairro do Limão com certeza é o lugar mais recomendado para encontrar os mais variados tipos de pratos nordestinos, do baião de dois à buchada de bode. Há diversas opções de quiosques e restaurantes. O local ainda conta com uma programação cultural com música, feira de artesanato e parque de diversões para as crianças.

Outros restaurantes:

Rancho Nordestino – De dono cearense, o Rancho Nordestino já fez nome na região do Bexiga / Bela Vista. Traz um pouco do que é bem popular na maioria dos estados nordestinos, além de 57 tipos diferentes de cachaça.

Consulado da Bahia – Em uma casa bem colorida que lembra bastante o jeito do pelourinho e com pratos bem servidos, o carro chefe da casa é o Bobó de Camarão. A porção de acarajé também é excelente. O atendimento é simpático e acolhedor. A Rota do Acarajé é uma outra opção para pratos típicos da Bahia.

acaraje

Acarajé do Consulado da Bahia. Foto: Divulgação/Facebook

Colher de Pau – Esta casa do Ceará é uma filial da casa de Fortaleza. Tem diversos pratos preparados com peixes e frutos do mar, como as famosas moquecas. Também apresenta pratos com carne de sol e carneiro. As sobremesas vão de sorvetes feitos com frutas encontradas na região até o Bolo Souza Leão, feito com macaxeira e coco queimado.

Jesuíno Brilhante – Restaurante Potiguar que oferece pratos típicos do sertão. No cardápio encontramos carne de sol, feijão de corda, bolinho de arroz vermelho do sertão e a sobremesa conta até com cajuada com queijo coalho grelhado.

jesuino-brilhante

Paçoca de carne de sol com arroz de leite e queijo coalho – foto: Gastrolândia

REGIÃO CENTRO-OESTE

Na região centro-oeste, podemos encontrar a influência da culinária de diversos outros estados e até de países vizinhos: a região já era habitada por indígenas, os bandeirantes levaram um pouco de cada lugar consigo na época de exploração e também há contribuição da culinária paraguaia. Não é difícil encontrar pratos exóticos, feitos à base de carne de animais como paca, tatu e jacaré.

Talvez aqui em São Paulo não seja possível encontrar esse tipo tão exótico, mas existem dois restaurantes que eu encontrei que podem dar uma idéia do sabor da gastronomia do Cerrado:

Sobaria – Imigrantes de Okinawa trouxeram ao estado do Mato Grosso do Sul o sobá, um macarrão japonês que hoje é um prato típico da região. Claro que o prato sofreu alterações e ficou com jeitinho brasileiro. Além do sobá, o restaurante tem em seu cardápio o Pintado e a Linguiça de Maracaju. Outra coisa bem diferente que este restaurante traz é o Refrigerante Funada sabor Mate Chimarrão, diretamente de Corumbá.

soba

Sobá (Foto: Sobaria Facebook/Divulgação)

Rancho Goiano – No restaurante é possível encontrar pratos como Frango com Pequi, Pintando na Telha, Pastelzinho de Milho Verde, espetinho com leitão, cabrito e coelho. O horário de funcionamento nos dias de semana é de 12h-15h / 18h-00h, sábados de 12h-01h e domingos 12h-19h.

REGIÃO SUL

A Região Sul do Brasil é muito influenciada tanto pela culinária dos nossos países vizinhos Paraguai, Uruguai, Argentina (o que significa churrasco!) bem como pela culinária européia trazida principalmente por imigrantes alemães, italianos e poloneses.

Tordesilhas – Este restaurante não é típico do Paraná, porém foi o único lugar até agora onde encontrei o famoso Barreado, que é um prato típico de Morretes, cidade do litorânea do estado. O Tordesilhas na verdade é um restaurante onde encontramos pratos típicos de diversas regiões do Brasil, do Acaçá ao Cururu, da Moqueca Capixaba ao Arrumadinho Pernambucano.

cerveja-ilha-santa

Cerveja Ilha Santa, de SC – Foto: O Catarina – Facebook/Divulgação

O Catarina – Dono nascido em Floripa que resolveu montar um bar em São Paulo com o clima de sua cidade natal. O cardápio não é nada muito diferente do que já foi recomendado acima; a maioria dos pratos é a base de peixes e frutos do mar. Eles trazem também cachaças e cervejas de Florianópolis.

Portucho – Significa “Portenhos e Gaúchos” e é especializado em carnes. O cardápio possui diversas opções de cortes e eles têm mesmo a preocupação de deixar a carne no ponto que você gosta. A carta de vinhos conta com aproximadamente 180 rótulos. O almoço executivo conta com buffet e preços promocionais.

REGIÃO SUDESTE

A culinária do sudeste é muito diversificada. Os índios já habitavam a região e os portugueses e os negros vieram em seguida, formando uma grande população nas primeiras décadas de sua história. Depois vieram mais pessoas de outros estados e países; cada povo deixou e ainda deixa aqui sua influência cultural e consequentemente gastronômica.

Tempero das Gerais – Os restaurantes de comida típica mineira estão espalhados pela cidade e certamente são a maioria com relação à restaurantes de outros estados vizinhos. Já comi em diversos deles e, na minha opinião, o melhor que estive é o Tempero das Gerais. Eles têm 3 unidades, sendo duas no Brooklin (uma oferece pratos à la carte e a outra um enorme buffet) e uma na Penha. Os pratos à la carte são imbatíveis. O cardápio fala que são para 2 pessoas mas 4 pessoas comem tranquilamente. A carne de porco é bem presente nesta culinária, bem como a carne de sol.

tempero-das-gerais

Leitão à Pururuca – Foto: Tempero das Gerais/Divulgação

Restaurante Meaípe – Especializado em Moqueca Capixaba, o prato mais típico do estado do Espírito Santo. Os capixabas levam bem a sério o preparo da moqueca, que é feito em panelas especiais de barro produzidas pelas Paneleiras de Goiabeiras, que eu mencionei neste post.

Boxixo Carioca – A proposta do Boxixo Carioca é trazer “opções clássicas da Cidade Maravilhosa” – uma mistura de pratos saudáveis e comida de boteco.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Virado à Paulista? Não, obrigado. Foto: Gshow

Finalizando com o estado de São Paulo, onde nasci e moro, toda terça-feira temos basicamente em qualquer restaurante da cidade o famoso “Virado à Paulista”, prato que era a base da alimentação dos bandeirantes – você pode ver a história do prato nesta matéria do Estadão. Eu particularmente não gosto muito do virado e prefiro mesmo é a pizza, e o estado de São Paulo sozinho consome mais da metade das pizzas produzidas em todo o Brasil. Temos a tradicional Pizzaria do Ângelo, na Moóca; A Speranza no Bixiga e a rede 1900 que tem excelentes sabores.

E você? Conhece algum lugar na cidade de São Paulo que tem no cardápio comida típica de algum outro estado brasileiro? Deixe sua recomendação nos comentários!