Londres

Moderna e com a elegância da realeza, Londres é uma cidade extremamente diversificada. Com tantas opções de lugares a visitar, faça um roteiro bem definido. Posso garantir que ficou um gostinho de quero mais. Existem milhares de posts sobre Londres por aí, o meu vai ser resumido ao máximo. Então, MIND THE GAP e descubra o que há de legal em Londres!

De Bruxelas a Londres

A viagem de Bruxelas a Londres com o Eurostar (trem bala) dura aproximadamente uma hora e meia. Ao contrário dos demais trens que eu peguei em outros países, você deve chegar com no mínimo meia hora antes do horário de partida para fazer um check in. Eu sugiro chegar com mais de meia hora de antecedência, pois como a Inglaterra não faz parte do Acordo de Schengen, você deve passar pela imigração.

Os policiais solicitam o preenchimento de uma guia onde você deve dizer qual o objetivo de sua viagem, quanto tempo vai ficar lá, onde vai ficar, etc. Depois eles fazem algumas perguntas. Pra mim perguntaram apenas o que eu queria fazer na Inglaterra, com o que eu  trabalho e quando eu iria retornar para o Brasil. Depois de carimbado o passaporte, você vai para a área de embarque para Londres.

Em Londres

Os trens internacionais param na estação King’s Cross St Pancras, no centro da cidade. Há conexões com diversas linhas do “Tube” – o metrô de Londres. Pegue um mapa do metrô para se localizar, já que a rede é imensa. A maioria dos lugares que visitei ficam próximos a estações das linhas Picadilly e Victoria. Aproveite e compre seu Oyster Card, o bilhete utilizado nos meios de transporte. Clique aqui e veja no site oficial como utilizar este bilhete.

Em Londres, a tarifa do metrô só é descontada na estação que você desce. É feito um cálculo com base no seu trajeto, e no horário que ele foi feito. A tarifa é maior no horário de pico. Confira sempre se seu cartão tem saldo suficiente para o trajeto que você vai fazer, ou corre o risco de pagar multa na saída.

Londres é uma cidade onde há muitas colônias de estrangeiros. Em Seven Sisters por exemplo, há muitos brasileiros. Até supermercado brasileiro eu vi por lá, caso você fique com saudades de alguma coisa do Brasil. Há muitos indianos também e árabes. É comum ver mulheres de burca.

PUB – Não pense que é como aqui em São Paulo, que é um lugar mais para comer à noite e tomar cerveja. Em Londres, famílias vão aos pubs para comer. Um bom que eu fui é o The Globe na Bow Street perto do Royal Opera House. Paguei £6,00 em um Fish and Chips (típico prato londrino) e uma cerveja London Pride.

O Hotel

Fiquei no Montana Excel, um hotel bem próximo à estação King’s Cross. É fácil de se locomover de ônibus e metrô, e como fica no centro, tem muitas lojas e restaurantes próximos. O preço é razoável. Os quartos são apertados, mas se apenas ir pro hotel pra dormir é o que você precisa, serve bem.

O café da manhã inglês é basicamente um almoço: ovos, bacon, presunto (pense em um bife de presunto), tomates (inteiros, cozidos), cogumelos (também cozidos), feijão com molho de tomatelinguiça, torrada e um tal de black pudding (cuidado, é feito de sangue isso). Me disseram que os ingleses não comem isso todos os dias, apenas nos finais de semana quando fazem o “brunch”, um café da manhã próximo ao horário de almoço. Eu só comia a torrada com manteiga mesmo =)

Café da Manhã Inglês

Onde Ir

Eu ia escrever igual os outros posts, com o passo a passo do que fiz em cada dia. No caso de Londres acho melhor escrever separado, com as informações que peguei nos locais, ou nos guias.

PALÁCIO DE BUCKINGHAM

O Palácio fica aberto para os turistas apenas no verão, quando a família real tira suas férias e vai pra Escócia.

A fila para entrar é imensa e a quantidade de entradas é limitada, no primeiro dia que tentei não consegui. Tive que ir no outro dia bem cedo. Eles separam grupos e a visita é guiada, durando aproximadamente uma hora e meia. Não é permitido tirar fotos no interior do Palácio.

Palácio de Buckingham

WESTMINSTER

Com uma caminhada de mais ou menos 10 minutos a partir do Palácio você estará em Westminster (há uma estação de metrô também). Westminster é o centro político e religioso de Londres. Ali encontra-se diversos pontos turísticos:

– Parlamento e  Big Ben

Na margem do rio Tâmisa, encontramos a oponente Casa do Parlamento e sua torre do relógio onde está o Big Ben, que é o sino que fica na torre. A rádio BBC transmite todos os dias suas batidas. A visita ao Parlamento deve ser reservada.

Mais informações: http://www.parliament.uk/visiting/

London Eye e Parlamento

– Westminster Pier

No Westminster Pier você encontra passeios de barco pelo Rio Tâmisa:

http://www.citycruises.com/city-cruises-sightseeing-prices-timetable.aspx

– Westminster Abbey

Na abadia de Westminster estão sepultados os monarcas britânicos desde o século 11. Nela também são feitas a coroação e casamentos reais. Ela conta com a nave mais alta da Inglaterra, com 31 metros.

Mais informações: http://www.westminster-abbey.org/

– Cabinet War Rooms

Winston Churchill utilizava o local como quartel-general na Segunda Guerra Mundial.

Mais informações http://www.iwm.org.uk/visits/churchill-war-rooms

– London Eye

Do alto desta roda gigante (realmente gigante!) temos uma vista incrível da cidade. O ingresso para o London Eye te dá direito a uma apresentação 4D (filme em 3D + movimento, cheiros, etc) de Londres. Vale cada centavo. Eu fui no verão e como o dia fica mais longo, eram quase 20h e o sol ainda estava se pondo. Recomendo este horário se possível. Se prepare para a fila.

http://www.londoneye.com/

WHITEHALL

A rua Whitehall concentra endereços do governo. O Ministério da Defesa e muitas embaixadas estão nesta região. Para fins turísticos, temos:

Banqueting House

– Downing Street, 10

Residência oficial do primeiro-ministro inglês desde 1735.

Mais informações: http://www.number10.gov.uk/history-and-tour/

– Banqueting House

A casa de banquetes é o único prédio que sobreviveu do antigo Palácio de Whitehall, que foi destruído pelo fogo.

http://www.hrp.org.uk/BanquetingHouse/stories

– Household Cavalry Museum

Descubra o trabalho da guarda montada da rainha, desde os uniformes e instrumentos musicais até os bastidores do trabalho nos estábulos.

http://www.householdcavalrymuseum.co.uk/

WEST END

West End reúne os principais pontos turísticos de Londres e é lá que tem a noite mais agitada, com muitos restaurantes e casas noturnas.

Na Trafalgar Square (a principal praça de Londres) e no seu entorno temos:

  • Institute of Contemporary Arts
  • Admiralty Arch
  • Mall Galleries
  • The National Gallery
  • National Portrait Gallery

Da Trafalgar Square você pode tomar dois rumos: ir sentido Covent Garden ou Picadilly Circus. É tudo próximo, dá pra você fazer andando ou se quiser, todos esses lugares tem estações de metrô.

Na região de Covent Garden, você tem:

Descanso da Bailarina

– Covent Garden’s Piazza

Inspirada na praça de Livorno, esta praça é cercada por estabelecimentos de arquitetura elegante e conta com muitos artistas de rua.

– Royal Opera House

Uma das casas de espetáculos mais bonita que já vi. A famosa estátua do “Descanso da Bailarina” fica em frente ao local.

Na região de Picadilly Circus:

– Estátua de Eros

O cupido encontrado em Picadilly Circus foi feito em 1892 para homenagear o duque de Shaftesbury.

– Ripley’s Believe it or Not

Um museu de esquisitices.

Mais informações: http://www.ripleyslondon.com/

Na região de Picadilly Circus:

– Compras!

A Picadilly é muito procurada por quem gosta de fazer compras. Aliás, comprei cds muito baratos por lá!

Confira também as lojas da Oxford Street.

SOUTH KENSINGTON

Com a “Grande Exposição” (Great Exhibition of the Works of Industry of all Nations) realizada em Londres no ano de 1851, muitas faculdades e museus foram criados no bairro de South Kensington. Descendo na estação South Kensington, é só subir pela Exhibition Road para encontrar:

– Victoria e Albert Museum

Conta com um acervo de artes decorativas, com peças do mundo todo.

Não consegui visitar pois na época estava fechado para reformas.

http://www.vam.ac.uk/

– Natural History Museum

Museu sobre a ciência da vida e da terra, separadas em 5 partes: botânica, entomologia, mineralogia, paleontologia e zoologia.

http://www.nhm.ac.uk/

Natural History Museum

– Science Museum

O museu que eu mais gostei! Este Museu da Ciência é bem interativo.

http://www.sciencemuseum.org.uk/

– Royal Albert Hall

No final da Exhibition Road, passando o Royal College of Music está o Royal Albert Hall. Sua arquitetura foi inspirada em um anfiteatro romano e é palco de grandes espetáculos. Segundo o guia que eu peguei de Londres, existe uma visita guiada no local, com chá da tarde inglês se você quiser. Mas não achei nada no site oficial.

http://www.royalalberthall.com/

OS PARQUES REAIS (ROYAL PARKS)

Lindos parques públicos que são propriedade da Coroa. São eles:

– Hyde Park (De frente ao Royal Albert Hall)

– Richmond Park

– The Regent’s Park

– Kensington Gardens

– Greenwich Park

– Green Park (Próximo ao Palácio de Buckingham)

– St. James’s Park (Próximo ao Palácio de Buckingham)

– Bushy Park

– Brompton Cematary

Fui apenas no Hyde Park, e vale a pena a visita, seja para você andar e conhecer ou fazer uma pausa para descanso após caminhar tanto por Londres.

http://www.royalparks.org.uk/

Hyde Park

NÃO DEIXE DE FAZER!

Aqui vão quatro lugares que não se encaixam nas categorias acima, mas foram lugares que eu simplesmente curti muito e recomendo que vocês coloquem no roteiro também:

– British Museum

Você gosta de histórias sobre o Egito antigo? E de esculturas gregas? Talvez tenha curiosidade em conhecer como é a arte africana. Este museu fundado em 1753 tem em seu acervo tudo isso e mais um pouco! É dividido nas seções:

  • Pré-história e período romano
  • Arte Medieval, Moderna e Renascentista
  • Ásia Ocidental
  • Egito Antigo
  • Grécia e Roma
  • Arte Oriental
  • África

Como eu sou uma pessoa pé frio, no dia que fui o alarme soou e os guardas colocaram todos pra fora. Não sei se era treinamento ou não, mas fiquei sem ver uma parte do museu, infelizmente. Espero que não ocorra com você. Para chegar lá, desça na estação Holborn ou Russel Square.

http://www.britishmuseum.org/

Princesa Diana de Cera

– Madame Tussauds

Madame Tussauds fez carreira modelando em cera máscaras de vítimas da revolução francesa. Hoje suas técnicas são utilizadas para criar bonecos de cera que são facilmente confundidos com pessoas reais. O museu conta com bonecos de astros de Bollywood, Hollywood, políticos, músicos e atletas. Além de tirar fotos com Fidel Castro, David Beckham, Pelé e Michael Jackson no final da visita você poderá conhecer um pouco da história de Londres. Na época que fui, havia uma exposição sobre Os Vingadores da Marvel e tinha até uma animação em 4D que valeu a pena a visita. Senti um soco do Wolverine no baço.

Para chegar lá, basta descer na estação Baker Street.

http://www.madametussauds.com/london/buytickets/default.aspx

– The Monument

Este monumento construído entre 1671 e 1677 para celebrar a reconstrução da cidade após o Grânde Incêndio de Londres. Suba a escada caracol para uma vista panorâmica da cidade. Na descida, você ganha um certificado por ter subido seus 311 degraus.

Estação: Monument

http://www.themonument.info/

Escada Caracol – The Monument

– Tower of London

A Torre de Londres foi uma fortaleza construída para proteger a entrada de Londres. A Torre já foi residência real, arsenal e até prisão. A visita vale a pena mas vá com tempo, pois é uma caminhada boa na parte de dentro. Confira o site oficial, pois há exposições temporárias também dentro da Torre.

Estação: Tower Hill

http://www.hrp.org.uk/TowerOfLondon/

Tower of London

EU NÃO FIZ, MAS VOCÊ PODE FAZER!

– Sherlock Holmes Museum

Nas histórias escritas por Sir Arthur Conan Doyle, Sherlock Holmes vivia no endereço: Baker Street, 221b. Este é o endereço do museu.

Estação: Baker Street

http://www.sherlock-holmes.co.uk/

– Medieval Banquet

Que tal experimentar um banquete medieval com garçons trajados à caráter enquanto presencia uma luta entre guerreiros, tudo isso com vinho e cerveja à vontade?

http://www.medievalbanquet.com/banquet.html

Estação: Tower Hill

Medieval Banquet

– Shakespeare’s Globe

A reconstrução do teatro original de Shakespeare.

Estação: Southwark

http://www.shakespearesglobe.com/

– Britain At War Experience

Uma exposição interativa que mostra como era a vida na Segunda Guerra.

Estação: London Bridge

http://www.britainatwar.co.uk/

– Chelsea FC Stadium Tours

Conheça o estádio do Chelsea.

Estação: Fulham Broadway

http://www.chelseafc.com/stadium-tours

SE VOCÊ AINDA TIVER TEMPO…

– Leeds Castle

Um lindo castelo rural.

Pegue um trem até Bearsted (a viagem é de aproximadamente uma hora)

http://www.leeds-castle.com/land.php

Leeds Castle

– Stonehenge

Aquele círculo de pedras que ninguém sabe como apareceu.

Pegue um trem até Salisbury (a viagem é de aproximadamente uma hora e vinte minutos)

http://www.stonehenge.co.uk/

Stonehenge

– Windsor Castle

Pegue um trem até Windsor (a viagem é de aproximadamente 45 minutos)

Windsor Castle

– Abbey Road

Pra quem for muito fã de Beatles, uma foto na famosa faixa de pedestre do disco Abbey Road é obrigatória.

Esta faixa de pedestre fica próximo ao estúdio EMI, na Abbey Road, 3. Para chegar lá, desça na estação St John’s Wood.

A Abbey Road de hoje não parece a mesma da capa do disco dos Beatles, mas…

Pessoas aleatórias tirando fotos na Abbey Road

Ufa! E Londres tem muito mais coisas a fazer. Veja mais em http://www.visitlondon.com

Próxima parada: Paris.

Obs: tirando as fotos hospedadas no imageshack, as demais foram retiradas da internet. Basta clicar na foto e você será redirecionado para o site de onde ela foi tirada =)

Advertisements